17.Oct.1979

Madre Teresa de Calcutá recebe o Nobel da Paz

Em um dia como este, no ano de 1979, o prêmio Nobel da Paz era dedicado a Madre Teresa de Calcutá, uma freira católica de etnia albanesa que depois se naturalizou indiana. A premiação foi um reconhecimento pelo seu trabalho ao redor do mundo para ajudar aos pobres, a quem Madre Teresa descrevia como encarnações de Jesus.
 
Ela fazia parte das Missioneiras da Caridade, uma congregação pontifícia sob a jurisdição de Roma. Seus membros, além dos votos de pobreza, castidade e obediência, também tinham o compromisso de servir aos pobres. Após abrir um centro em Calcutá, em 1952, Madre Teresa estendeu a ordem por todos os continentes. Em 1990, o papa João Paulo II pediu que ela realizasse suas tarefas com menos rigor, já que sua saúde estava fragilizada mas, mesmo assim, ela não abandonou suas atividades e trabalhou até o dia da sua morte, em 5 de setembro 1997, em Calcutá, aos 87 anos. Em outubro de 2003, ela foi beatificada por João Paulo II.
 
 

Imagem: See page for author [Public domain], via Wikimedia Commons